segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Noites de Poesia em Vermoim - 3 Outubro 09


Este é o Convite para a próxima "Noites de Poesia em Vermoim" do próximo sábado.

O Tema é ADÁGIOS POPULARES.

Contamos com o vosso apoio e ajuda na divulgação deste evento.

Senhores e Senhoras da "Poesia na Net" ------ não se esqueçam de mandar os vossos trabalhos!

Então, até Sábado...


José Gomes

Etiquetas:



sábado, 19 de setembro de 2009

VIDA E SONHOS



28 de Setembro 2009 // 21,30 horas


Biblioteca Municipal da Maia

Apresentação do livro de Irene Lamolinairie

"Vidas e Sonhos"



Animação musical:


  • Tuna da Universidade Sénior Matosinhos/Rotary

  • Interpretação de saxofone por António Queirós


Agradecemos a vossa presença e a divulgação deste evento.

Um abraço9,

José Gomes

Etiquetas:



domingo, 6 de setembro de 2009

A NOITE DE POESIA de 5 Set 09




Estes foram alguns
dos intervenientes nesta Noite de Poesia...


VINDIMAS foi o tema e o mote para a "rentré" das Noites de Poesia em Vermoim, depois de umas curtas férias.

José Gomes, perante uma plateia atenta e interventiva, deu as boas vindas aos presentes, transmitiu as mensagens dos nossos habituais poetas que, por vários motivos, não puderam estar presentes (alguns marcaram presença através dos poemas enviados para a rubrica Poesia na Net) e agradeceu a presença de Carlos Andrade que com a sua música e a sua voz iria animar este Serão.

Mário Jorge, em seu nome e no da Junta, saudou todos os presentes.

Passou-se em seguida para a declamação dos poemas dedicados ao tema Vindimas. Nesta parte intervieram António Vales, Fernanda Garcias, Teresa Vaz, Ercília Freitas, Irene Lamolinairie, Domingos Ferreira, Armindo Cardoso, Cesário Costa, Lourdes Costa, José Gomes e Helena Guimarães.

No tema Livre intervieram Fernanda Garcias, Ercília Freitas, Irene Lamolinairie, Domingos Ferreira, Castilho Dias, Armindo Cardoso, António Vales, José Gomes, Lourdes Costa e Helena Guimarães.

José Gomes e Irene Lamolinairie leram os poemas enviados por João Diogo, Leonel Olhero, Jaime Gonçalves, Maria Mamede, Silvino Figueiredo e Lena Maltez.

Carlos Andrade interpretou Laurinda (Vitorino), Arte Poética (Hélia Correia), Poema da Malta das Naus (António Gedeão), Ya Sabes Mi Paradero (cancioneiro espanhol com arranjo de Federico Garcia Lorca), Os Rostos da Paz (Lígia Maria/Carlos Andrade), Porque (Sophia Mello Breyner/Francisco Fanhais), e Caminhando (Geraldo Vandré).

José Gomes, antes de encerrar a Noite de Poesia lembrou que no dia 30 de Agosto fez 10 anos que o povo de Timor escolheu o seu destino, através de um referendo que fez história e que abriu as portas á independência de Timor Leste. Deu a palavra a Armindo Cardoso que declamou 2 poemas seus escritos em 5 Dez 91 e 23 Abril 99.

Deixo-vos com esses poemas:


REQUIEM POR ALGUÉM

(TIMOR)


Tu... Deus,

Tu... Que tudo vês e tudo perdoas

Tem piedade;


Gentes tementes e crentes

Abandonadas ao "Deus não Dará ",

Morrem;

Santa Cruz, cemitério dos vivos,

Eles dali,

Rezam e pedem pelo Vossos Amor,

Que dês a ESPERANÇA

De um dia haver PAZ,

Lá longe em TIMOR ;


Lamentos, Credos e Lágrimas

Gritos, perde-se a voz

Vive-se e morre-se

Às armas do inimigo atroz;

Por culpa da culpa

Dalguns e dos outros

E de todos nós

Que gritam em clamor

Pedindo ao MUNDO

Pelo Povo Maubére

Lá longe em TIMOR ;

TU...Deus..., lá do Céu


Com os homens da Terra

Em vigílias de REVOLTA

Por um POVO a sucumbir,

Pedem um DIA NOVO

Que jamais tarda a vir

E, o inimigo profundo

Que tudo domina,

Destrói e mata,

E TU... ?, Onde estás ... ? ... oh... Mundo !


MUNDO que, impávido e sereno

A tudo assiste...,

E, lá longe em TIMOR

A GENTE,

COM FÉ E CORAGEM

Ainda resiste


Armindo Fernandes Cardoso

5/12/91




O outro é:


TIMOR


Foi há vinte e cinco anos,

Que a Liberdade chegou...

O POVO rejubilou

E nas ruas festejou

Com Vivas à LIBERDADE,

Mas, no outro lado do MUNDO

Onde o Mar é mais profundo;

Outros POVOS de verdade,

Lutam pela liberdade,

Que lhes foge com a vida

E lhes mata a mocidade;


Portugal,...

Nas suas bodas de prata

Comemoradas com fervor

Não pode sentir a alegria

Ao recordar este dia,

Esquecendo o clamor e a dor

E os gritos de morte e revolta

Dos seus irmãos de Timor ;


O Povo Maubére,

Também teve e viveu, "à sua maneira",

O histórico 25 de Abril de1974;

Nas ruas de Dili, Baucau e Outras,

Cantou e dançou com os militares de Abril,

Soldados de PORTUGAL;

Eles, - Timorenses -, também queriam ser livres;

Ter a sua Terra, a sua Pátria;

Era pouco, mas era um sonho..., sonho de muitos anos,

PAZ, AMOR e LIBERDADE ..., era pedido "fervente"

Era a ambição humilde..., "o grito" d'Aquela Gente

Mas , ...foi tudo ilusão diluída no tempo,

Aproveitada pelo inimigo atroz,

Que destrói e mata :-... e, o POVO ?

O Povo ?,... mantém a esperança orando a Deus,

Deus, que lá do seu "Reino Celestial", os conforta,

Mas, é no silêncio da mata...!

Qu'eles recordam, por vezes;

.. era boa a NOSSA TERRA...!,

No tempo dos Portugueses!...;


Agora, ... sós no mundo, mas com Fé,

Imploram aos "deuses" da terra

Para que acabem com a guerra,

Fazendo com que TIMOR,

Seja como sempre foi,

Um bastião de Paz ,

Onde houve sempre amor;


E, se assim acontecer

É porque Timor merece;

Vai voltar a haver Abril

E as Flores em Timor,

Vão voltar a Florir;

As crianças vão crescer,

Para a sua História aprender...

...E vão voltar a sorrir;


E todo o MUNDO anseia

Que a profecia se cumpra,

Ouvindo a voz da razão,

Para que a luta dos homens

Que hoje fomentam a guerra

Possam transformar TIMOR

Num Campo de PAZ e Pão.


SEM PAZ JAMAIS PODERÁ SER

ALCANÇADO O ESPIRITO DE ABRIL



Esta a minha modesta homenagem ao POVO sofredor de TIMOR, na esperança de que, os "donos da Guerra" dêem a PAZ aos homens da TERRA MAUBÉRE, para que se cumpra ABRIL.


Senhora da Hora, 23 de Abril de 1999

Armindo Fernandes Cardoso



Para tomar nota:

19 Set 09 - 16 horas

Sessão de lançamento dos livros da Natália Vale
"A Minha Tempestade e outos contos" e "Emoções Inacabadas" no Salão Azul do Clube Fenianos Portuenses.


18 Set 09 - 21,30 horas
19 Set 09 - 17,00 horas
A BELA E O MONSTRO - Musical
Teatro pela Oficina de Teatro Pé no Charco
Fórum da Maia


28 Set 09 - 21,30 horas
Sessão de lançamento do livro da Irene Lamolinairie
"Vida e Sonhos" no Fórum da Maia.



Voltamos em 3 de Outubro, com o tema ADÁGIOS POPULARES.


Até lá... fiquem com este vídeo do Carlos Andrade:



video


Um abraço,

José Gomes


Etiquetas:



quinta-feira, 3 de setembro de 2009

LEMBRETE...




Um Abraço e até lá...

José Gomes


ÚLTIMA HORA:



Regressam ao salão nobre da Junta de Freguesia de Vermoim os serões de poesia. Sábado, dia 5 de Setembro, às 21h30. O tema escolhido para a rentré foi "As Vindimas"
in:

+info em www.jfvermoim.org



Etiquetas: